Skip to content

Qual a verdadeira beleza do Futebol Feminino do Brasil?

08/07/2015

Por Sílvia Radtke

A última declaração do coordenador de futebol feminino da CBF, Marco Aurélio Cunha em entrevista ao jornal The Globe and Mail, do Canadá, causou certo desconforto e revolta nas redes sociais. Segundo ele, é preciso fazer uma “reforma estética” para que o futebol feminino atraia mais atenção: maquiagem e shorts curtos melhorarão o futebol feminino.

imagem

O estudante de Administração Luciano Mendes está acompanhando a Copa do Mundo de Futebol feminino.

_ Prefiro ver a meninas jogando do que acompanhar a Copa América e o Sub 20 masculinos. O jogo feminino mostra muito talento, garra, as jogadoras não ficam fazendo “ceninha” se jogando no chão por qualquer coisa e a partida ainda é acompanhada por lances bonitos, dribles e muitos gols bem feitos. Existe um entrosamento em campo, elas tocam a bola e não ficam querendo jogar sozinhas.”

Quando foi questionado sobre a declaração de Marco Aurélio Cunha a respeito da “reforma estética”, Luciano rebateu:

_ Achei sem coerência essa declaração. Nossas jogadoras são bonitas sim, mas também têm talento, jogam bem e isso é o que deveria ser evidenciado. Ele está tentando colocá-las como “objeto” de desejo para atrair atenção dos telespectadores sendo que a solução para o reconhecimento está em investimento e divulgação correta. Isso não é comercial de cerveja, é futebol”

A declaração que Cunha fez em seu twitter tentando amenizar a declaração inicial também foi bastante questionada:

imagem2

Roseane dos Santos é vendedora em uma loja de artigos esportivos e desabafa:

_ É pouca a procura pela camisa azul que o Marco Aurélio citou, quem compra é quem realmente acompanha o futebol feminino. Quando ele tentou amenizar o que falou antes, só se complicou mais. Mulher não é objeto para ser exibida em troca de audiência. Muitas fazem isso, mas nossas jogadoras merecem ser valorizadas pelo trabalho maravilhoso que elas fazem e, principalmente, por ainda insistirem em um esporte que não lhes dá o merecido reconhecimento. “

Camisa azul da Seleção feminina / Foto: internet

Camisa azul da Seleção feminina / Foto: internet

Para Marco Aurélio Cunha, o esporte não deve ser misturado com a discussão sobre machismo e garantiu que foi mal interpretado, conforme outra resposta em seu twitter:

cunha

Ainda que tenha sido mal interpretado, sua declaração ainda leva a pensar que a visibilidade do esporte depende da roupa, vaidade e beleza das jogadoras.

O futebol no Brasil ainda é visto como um mercado predominantemente masculino. A mesma reportagem do Jornal The Globe and Mail, do Canadá, cita Marta como a jogadora a marcar mais gols em Copa do Mundo. Comentaristas internacionais deram bastante ênfase ao 15° gol de Marta, mas essa informação não atraiu atenção nenhuma no Brasil. O jornal O Globo não relatou esse feito e colocou na capa uma reportagem sobre o amistoso masculino entre Brasil e Honduras. O The Globe and Mail ainda completa dizendo que os jogos da Copa do Mundo de futebol feminino estão sendo transmitidos para os brasileiros pela TV a cabo, mas que parece que ninguém está assistindo. Também compararam o futebol masculino e o feminino no Brasil e, apesar da boa atuação das meninas na Copa Feminina, ninguém está comentando ou dando visibilidade ao torneio.

Em entrevista ao Jornal do Canadá, a própria jogadora Marta desabafou sobre a desvalorização pessoal e financeira no futebol feminino:

“Se eu fosse um atleta de um país como os EUA, ou mesmo da Suécia, ou Alemanha que são fortes no futebol feminino, e eu ganhasse o título de melhor jogadora do mundo cinco vezes, a atenção que eu teria seria muito maior.”

Marta disse no ano passado à revista brasileira TPM: “_Provavelmente, financeiramente seria muito diferente também. Este é um reflexo da situação do futebol feminino no Brasil, que ainda não reconhece suas atletas.”

Com isso podemos pensar: Se até o Canadá já viu que a visibilidade do futebol feminino brasileiro é pequena para o Brasil, será que o problema realmente são as roupas e a beleza de nossas jogadoras?

cunha2

Marco Aurélio Cunha assumiu o comando do futebol feminino da CBF após pedido feito pelo coordenador de Seleções da CBF, Gilmar Rinaldi. O encontro, no primeiro fim de semana de maio, selou a contratação. Ele chegou com a missão de fomentar a modalidade no Brasil com promessa de lutar por uma reformulação ampla que inclua campeonatos estaduais e competições nacionais fortes para as mulheres.

De acordo com Cunha, para diminuir esse abismo entre futebol masculino e feminino é preciso criar competições, com investidores de peso, capazes de instigar o mercado, além de estimular a prática do futebol feminino. É uma exigência da FIFA um futebol feminino mais organizado e competitivo.

Temos que lembrar de que não são ideias novas, e, mais uma vez, as meninas do futebol feminino podem ser esquecidas após o torneio apesar de Cunha garantir que existe uma solução diferente para que isso não aconteça. A verdade é que apesar das promessas, a CBF e a FIFA nunca fizeram nada para o futebol feminino.

Mas será que parte dessa solução a que Cunha se refere é exibir jogadoras de roupas curtas e maquiadas para atrair atenção? No futebol feminino não há interesse dos fãs, por isso não há interesse de TV e por isso não há interesse de patrocinadores. É um círculo vicioso e a solução é mais complexa do que se pode imaginar. Diminuir os shorts ou se maquiar antes de entrar em campo não será nem de longe a solução para o reconhecimento.

A visão cultural de que o futebol é um jogo para homens ainda permanece e essa é só a primeira barreira que precisa ser vencida. Sabemos que a sociedade brasileira ainda é muito conservadora em determinados aspectos e que o machismo ainda é muito decorrente. Mas valorizar apenas a beleza ao invés de evidenciar o talento das nossas meninas do futebol foi, no mínimo, uma declaração desrespeitosa e mal pensada.

Derrota brasileira para a Austrália

Jogadoras consolam a goleira Luciana/ Foto: AP Globo Esporte

Jogadoras consolam a goleira Luciana/ Foto: AP Globo Esporte

Após a Austrália eliminar o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo de futebol feminino, Marco Aurélio Cunha disse que a derrota não abalou os planos da CBF de continuar com uma Seleção permanente e reconheceu o bom trabalho das jogadoras:

_O que fico contente de ver é o empenho, o envolvimento, a competência de quem as treinou até agora. Tudo que é bom continua. Não vai ser uma derrota nessa circunstância que vai mudar um projeto que está sendo muito sucedido.”

Vamos acompanhar e cobrar os projetos para que nossas meninas não sejam esquecidas mais uma vez.

A próxima missão da seleção permanente será nos Jogos Pan-Americanos. O grupo retorna ao Brasil para os treinamentos e depois viaja novamente ao Canadá mesmo sem Marta, que se apresenta ao seu clube na Suécia – a disputa não é considerada data FIFA e por isso a camisa 10 não tem liberação do seu time para participar. A competição tem início em 10 de julho.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Tânia Maria permalink
    15/07/2015 2:08

    Parabéns pelo texto. É muito triste ver a situação não só dessas meninas, mas de todas as que batalham e lutam contra o estereótipo de “mulher objeto”. São talentosas e essa qualidade fica escondida devido a falta de reconhecimento. Depois da derrota pra Austrália, e agora? Onde elas estão? O que está sendo feito para melhorar a visibilidade dessas meninas? Será que Marco Aurélio Cunha vai cumprir o que prometeu de não deixar que elas sejam esquecidas??

    • Sílvia Radtke permalink
      18/07/2015 22:57

      Olá Tânia. Muito obrigada.
      Nossas meninas estão tendo um bom destaque no Pan. Temos que continuar acompanhando o trabalho maravilhoso que elas estão realizando.
      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: