Skip to content

A Olimpíada dos Voluntários

27/06/2015

Por: Vanessa Trindade Oliveira

Como são escolhidos os candidatos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016

Parte do grupo dos voluntários de mídia durante a Copa do Mundo de 2014, em Porto Alegre – Foto: Arquivo Pessoal

Parte do grupo dos voluntários de mídia durante a Copa do Mundo de 2014, em Porto Alegre – Foto: Arquivo Pessoal

Tradição em megaeventos esportivos, o trabalho dos voluntários é essencial para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Este costume começou nos Jogos de 1912, em Estocolmo, com a participação de escoteiros e do exército e se perpetuou. Na última edição, realizada em Londres em 2012, 70 mil pessoas dispuseram de seu tempo e contribuíram para o sucesso do evento.

Para a edição de 2016, no Rio de Janeiro, este número deve ser mantido. Raphael Araújo, assessor de comunicação do programa de voluntários do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, explica que “os voluntários são fundamentais para a realização dos Jogos e por isso não seria possível realiza-los sem eles. Além disso, eles são a cara dos Jogos, pois é através deles que os estrangeiros conhecem um pouco da cultura do país que está sediando o evento”.

Durante o período de inscrições de voluntários, foram divulgados vários vídeos no canal dos Jogos no Youtube, convidando possíveis candidatos a participar das Olimpíadas e Paralimpíadas. Além de depoimentos de atletas como César Cielo, Giba, Daniel Dias e Teresinha Guilhermina, que relatam a importância dos voluntários e o seu relacionamento com eles em edições anteriores, um vídeo se destaca. O vídeo principal, que também foi divulgado na televisão, convida os brasileiros a “ser o herói dos seus heróis”.

O processo de seleção

Para a edição de 2016, no Rio de Janeiro, o Comitê Organizador dos Jogos recebeu 240 mil inscrições de candidatos de todo o mundo, cerca de 40% das inscrições foram feitas por estrangeiros. Além disso, existe uma lista de espera para aqueles que perderam o prazo inicial, mas gostariam de trabalhar nas Olimpíadas.

Como selecionar 75 mil pessoas, de um universo de 240 mil? Essa é a missão do programa de voluntários do Comitê dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Para atuar como voluntário em 2016 existem alguns requisitos: ter completado o ensino fundamental, ser maior de 18 anos e ter disponibilidade de permanecer no Rio de Janeiro por pelo menos dez dias durante os Jogos. Algumas características são valorizadas nos candidatos, como “saber trabalhar em equipe, se relacionar bem com diversidade, ser comprometido, demonstrar muita alegria e saber celebrar com responsabilidade”, explica Raphael Araújo.

O processo de seleção começou em outubro de 2014, ainda durante a fase de inscrições e se estende até novembro de 2015, quando serão enviadas as cartas-convites para selecionados. Mas para chegar até o Rio, uma longa jornada espera os futuros voluntários.

Após a inscrição, os candidatos realizaram dinâmicas online e testes de nivelamento de idiomas, os aprovados são então chamados para dinâmicas de grupo e entrevistas presenciais, que estão sendo realizadas em 14 capitais brasileiras. A entrevista também pode ser realizada pela internet, de acordo com o local de residência dos candidatos. Após esta última etapa, os voluntários que tiverem disponibilidade podem ser convidados para participar dos eventos-teste, entre julho de 2015 e maio de 2016, no Rio de Janeiro.

Com a carta-convite em mãos, começa o período de treinamento, que ocorre a partir de novembro deste ano. As escalas de trabalho serão divulgadas em março de 2016, e então, a partir de julho os voluntários já poderão fazer o seu credenciamento. O período de atuação será entre os meses de agosto e setembro de 2016, quando serão realizados os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Para ajudar neste processo existe um grupo de voluntários, que são chamados de voluntários selecionadores. Para participar é preciso ser graduado, ou estudante, nas seguintes áreas: Psicologia, administração, pedagogia e gestão de pessoas. Ao todo, são dois mil voluntários selecionadores, que já estão atuando na realização de entrevistas presenciais e dinâmicas online.

O que farão os voluntários no Rio?

Entre as mais de 500 funções que podem ser desempenhadas por voluntários estão o atendimento ao público, apoio a imprensa e a comunicação, apoio operacional, produção de cerimônias, auxílio na área de protocolo e idiomas, nos serviços de saúde, tecnologia e transportes. Quem já possui experiência no meio esportivo, como atleta ou técnico, por exemplo, poderá trabalhar na área de esportes e participar de treinos, aquecimentos e competições.

Ainda existem outros dois tipos de voluntários: o elenco de cerimônias, que participará das cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas e Paralimpíadas, e os voluntários selecionadores.

O Comitê Organizador fornecerá aos voluntários uniformes, alimentação nos dias de trabalho e transporte dentro da cidade do Rio de Janeiro. O deslocamento até a cidade e a hospedagem são de responsabilidade dos voluntários.

A expectativa dos candidatos gaúchos

Entre os 240 mil candidatos a voluntários, 3.440 gaúchos se inscreveram para participar dos Jogos do Rio em 2016. Para eles, o momento é de expectativa para as entrevistas, que acontecerão em Porto Alegre, entre os meses de agosto e setembro deste ano, e serão realizadas na FARGS (Faculdades Riograndenses).

A turismóloga Paola Fagundes da Costa, 22 anos, faz parte deste número. Ela já possui experiência como voluntária em eventos esportivos realizados em Porto Alegre e conta que a vontade de dedicar o seu tempo a eventos deste tipo surgiu após a Copa das Confederações de 2013. “As minhas amigas tiveram essa experiência e eu fiquei acompanhando, mesmo que de longe o dia a dia delas e achei sensacional. Agregaria tanto no meu currículo pessoal quanto profissional.  A troca de cultura, do saber fazer foi o que mais me motivou a ser voluntária”, explica.

Em 2013, Paola trabalhou na área de transporte durante o Campeonato Mundial de Atletismo Master, realizado em Porto Alegre. “Fazia o deslocamento dos atletas entre os hotéis e os locais de competição. Também auxiliava dando informações sobre o entorno e tradução para realização de matérias. Neste evento trabalhei um pouco em cada setor, pois faltou uma maior organização do evento. Foi uma experiência única, tive e tenho retornos positivos até hoje”, conta.

Paola (no centro) durante o Campeonato Mundial de Atletismo Master em 2013 - Foto: Arquivo Pessoal

Paola (no centro) durante o Campeonato Mundial de Atletismo Master em 2013 – Foto: Arquivo Pessoal

Já na Copa do Mundo de 2014, Paola trabalhou no setor de imprensa. Foi responsável por auxiliar jornalistas e fotógrafos de todo o mundo, que vieram cobrir o evento. Além disso, ela conheceu voluntários de diversos países, unidos pela vontade de contribuir para o evento. “Aquela empolgação, misturada com nervosismo e a ficha caindo que realmente estávamos fazendo algo. Estava realmente tendo Copa e éramos peças importantes para este acontecimento. A junção e confraternização com os colegas da mídia foi realmente um dos melhores momentos que vivi na Copa”, relembra Paola.

Paola 02

Para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, Paola acredita que deve ser selecionada, devido ao alto número de vagas disponíveis e a experiência que possui. O deslocamento e a estadia na cidade não devem ser empecilhos. “Planejo me mudar para o Rio de Janeiro no final deste ano e já ir me adaptando. Tenho amigos que moram lá, e já estou vendo apartamento para locar e dividir com outras pessoas. Estou vendo isso antes mesmo de ser chamada, pois já tenho interesse em passar um tempo lá morando”, explica Paola.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: