Skip to content

Com quantas expectativas se faz uma Copa do Mundo?

03/02/2013

Por Gabriela Sanseverino e Gabriele Branco

 

O tempo passou rápido. Foi em 2007 que a Fifa anunciava que o Brasil tinha sido escolhido por unanimidade para sediar a Copa do Mundo de Futebol em 2012. Daquele momento em diante, uma discussão parece se tornar central quando se fala da Copa: o país está pronto para receber um evento deste porte?

 

Em 2007 tudo parecia muito teórico. Ainda tínhamos oito anos de preparação pela frente. Agora, faltando um pouco mais de um ano e meio para o primeiro jogo, as opiniões em torno da Copa passam a se tornar concretas com as divulgações de atrasos nas obras e a distribuição de investimentos.

 

A frase “se está ruim agora, imagina na Copa” pareceu se popularizar quanto aos diversos dramas do dia a dia dos brasileiros, desde os engarrafamentos no trânsito até os atrasos nos aeroportos. Ouvimos tantas projeções ruins para 2014, tantas reclamações quanto aos investimentos do governo e lamentos quanto o futuro do país, que resolvemos mudar de foco.

 

Mudamos os questionamentos e entramos nas discussões com uma nova pergunta: o que  vai ter de bom na Copa de 2014? Claro. Ouvimos alguns absurdos, muitos “nada” e algumas risadas daqueles que achávamos que estávamos brincando. Mas sempre tem aqueles com algumas esperanças…

 

(As expectativas vieram da mente criativa dos nossos entrevistados. Os dados concretos vieram de uma pesquisa realizada pela empresa Value Partners Brasil Ltda, contratada por licitação pelo Ministério do Esporte e divulgada no site oficial da Copa do Mundo de 2014 do governo federal – http://www.copa2014.gov.br/).

 

#Dinheiro

Expectativas:

Como leigos, ninguém fazia projeções mirabolantes para a economia brasileira, mas a maioria resolveu arriscar um chutes e dizer que se não o governo, pelo menos as empresas iam lucrar com a vinda da Copa do Mundo para o Brasil. Victor Sanseverino, muito entendido de futebol – e totalmente sem noção quanto as movimentações de dinheiro – disse que a Copa “vai dar um boost na economia interna, nem que seja um pouquinho.  E as companhias privadas devem aproveitar bastante”. 

O que temos de concreto até agora:

De acordo com as projeções feitas pelo governo federal, 183 bilhões de reais devem agregar o PIB do Brasil de 2010 até 2019 – 0,4 % a mais gerado pela Copa do Mundo de 2014. Não se sabe precisamente o que isso vai significar para as empresas privadas, se espera, porém, que grandes e pequenos negócios em diversas áreas tenham um aumento na sua renda devido aos novos investimentos que chegam ao país com a Copa e com o crescimento na procura por diversos serviços com a alta no turismo.

 

#Turismo

Expectativas:

O turismo é o que mais gera expectativas positivas nos brasileiros. E nem se falou muito na questão do dinheiro. O que se quer é conhecer o pessoal de outros países, todos reunidos no mesmo lugar por causa da Copa, como disse a estudante da UFRGS, Camila Maccari, para quem a Copa é uma oportunidade de “conhecer diversas culturas sem sair do país”.

O que temos de concreto até agora:

Se prevê que 3,7 milhões de turistas virão ao Brasil pela visibilidade dada pela Copa do Mundo de 2014, gerando 9,4 bilhões de reais. As cidades-sede, nas quais os jogos serão realizados, devem receber maior procura por parte dos estrangeiros. As cidades que receberão as delegações de outros países também receberão um maior fluxo de turistas.  

 

#Infraestrutura

Expectativas:

Quando se tratou de infraestrutura, foi bem mais difícil de encontrar alguém que tivesses coisas boas para falar. Só ouvíamos “atrasos, atrasos, atrasos”, até que Júlia Endress, estudante de jornalismo, concluiu que “algumas melhorias de infraestrutura vão permanecer” depois da Copa do Mundo de 2014. Para ela, “pelo menos os estádios vão estar reformados”. Pelo menos os fãs de futebol agradecem os investimentos na infraestrutura.

O que temos de concreto até agora:

33 bilhões de reais foram investidos diretamente em infraestrutura por causa da Copa do Mundo. Um terço desse investimento – 11,6 bilhões – foi direcionado as questões de mobilidade urbana. Obras que serão utilizadas no dia a dia, mesmo depois da Copa e terão um impacto perceptível no dia a dia das cidades. Os portos e os aeroportos receberam um investimento de 5,5 bilhões. Muitos destes projetos que envolvem questões práticas da cidade, assim como seus locais de acesso, já estavam feitos, mas não tinham fundos para serem desenvolvidos. Com a Copa do Mundo, os governos do estado e municipais receberam verbas suficientes para que eles fossem colocados em prática. Os estádios, que receberam um investimento de 5,7 bilhões, foram o tópico mais polêmico dos investimentos, pois não serão utilizados de forma rotineira depois que a Copa tiver fim. Telecomunicações e energia receberam 3,8 bilhões de investimento, que visam melhorar a capacidade e a qualidade do atendimento ao público. Segurança e saúde receberam 4,6 bilhões de reaias em investimentos e hotelaria 1,9 bilhões.

 

Podemos ter alguns poréns quanto a Copa de 2014, principalmente quando os benefícios parecem tão distantes e os problemas tão presentes no dia a dia. Ouvimos os questionamentos quanto à distribuição dos investimentos, quanto à preparação das cidades e dos voluntários, reclamações do atraso das obras… E geralmente quando se fala do que ficará para o país depois de 2014, discutimos dívidas e estádios que ficarão inutilizados.

 

Mas o fato é que o desenvolvimento está chegando. A presidente percebeu que precisa mudar o caminho para chegar ao caminho esperado, anunciando privatização em áreas do transporte ou as PPP’s, parcerias público-privadas e anunciando modelo de controle acionário nos aeroportos (e não, o Salgado Filho não estará pronto em 2014).

 

Fica a nossa esperança de que a Copa do Mundo traga coisas boas que ficam para além de 2014. E que possam ser aproveitadas por todos, não só os fãs de futebol.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: