Skip to content

O jornalismo esportivo e a rivalidade entre Brasil e Argentina

06/04/2011

Clarissa Londero
clarissalondero@gmail.com

Essa monografia tem como base a análise dos jornais Zero Hora e Correio do Povo, tendo como objeto de estudo as matérias que falaram das disputas entre Brasil e Argentina e a cobertura dos jogos desses países durante a copa de 2002. Para Alexandre Toscani, essa Copa foi uma das que mais suscitou a rivalidade entre os dois países, muito em função da atenção que a mídia deu a essa relação entre nós e nossos hermanos.

Ele começa falando da importância do futebol para a sociedade atual, sendo o esporte mais popular no mundo. No Brasil e na Argentina, principalmente, o futebol faz parte da cultura popular e influencia o modo de viver de gerações após gerações.  Por isso, esse esporte é tão explorado jornalisticamente e também pela publicidade. Para Alexandre Toscani, o futebol se tornou tão popular porque tem poucas regras e que todos podem compreendê-las. Porém, acredito que há outros fatores que fazem com que o futebol seja tão adorado em todo o mundo, como o fato de ser um esporte rápido, emocionante, imprevisível e popular, não necessitando de muito investimento financeiro para poder praticá-lo.

Assim, como toda essa popularidade, principalmente em países como Brasil e Argentina, a população coloca muitas expectativas nos jogadores e no resultado das partidas; se vive com eles, se perde e se ganha com eles. Se sofre junto. Sendo assim, pode-se dizer que o futebol, muitas vezes, é o reflexo de uma sociedade, já que é uma das manifestações populares de maior força no mundo. Para o autor, “derrota é luto nacional e a vitória é um imenso carnaval”.

Dessa maneira, o futebol cresceu absurdamente no mundo a partir das primeiras décadas do século XX, principalmente com o início das Copas do Mundo. O aumento da prática do futebol no mundo e os investimentos financeiros na área fizeram com que o futebol fosse mercadoria preciosa para os meios de comunicação. Sendo tão procurado e tão assistido, o futebol passa a ser a mercadoria mais valiosa das transmissões televisivas.

Nesse ponto, pode-se dizer que a rivalidade no esporte passou a ser ainda mais explorado economicamente, até mesmo como um espetáculo à parte. Isso porque passa a ter mais questões envolvidas do que um jogo normal, e mais pessoas vão querer consumir futebol. Quando há rivalidade envolvida, outras questões além do esporte entram em campo. Um exemplo disso é a relação entre o clássico Barcelona e Real Madrid. Como a Catalunha, região separatista espanhola onde se localiza a cidade de Barcelona, não conseguiu independência da Espanha e, por isso, nutre um sentimento de rivalidade e até ódio em relação à capital Madrid, o futebol é utilizado como uma arma de guerra entre as duas regiões. Na Catalunha, um jogo entre Barça e Real é mais do que uma partida de futebol: é um campo de batalha onde se pode mostrar a superioridade de um em relação ao outro.

Sendo assim, a rivalidade põe uma pimenta a mais no tempero do futebol. No caso da relação do leitor com a notícia esportiva, ele tem mais prazer ao ler uma notícia que ironiza ou deprecia o rival. Isso porque o fracasso do outro é o sucesso próprio. A eliminação da Argentina na primeira fase da copa de 2002, por exemplo, foi tratada assim. Dessa forma, a mídia explora essa relação com os países visinhos e faz da rivalidade um grande atrativo de leitores.

Em seguida, o autor escreve sobre diversos exemplos de matérias nos dois jornais referidos acima, deixando claro como a mídia explora a rivalidade entre Brasil e Argentina para chamar a atenção do público. Para mim, um dos pontos principais do trabalho de conclusão de curso é quando ele fala que as características do Brasil se definem também de acordo com a relação com seus rivais, como a Argentina. É nessa relação de admiração e repúdio que se faz, também, a cara do Brasil. Trago, então, para finalizar, uma frase do pintor Georges Braque que sintetiza essa idéia: “Não acredito em coisas; acredito apenas nas relações entre as coisas.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: