Skip to content

Como anda sua saúde, Copa de 2014?

15/12/2010

O Hospital Mãe de Deus será um dos protagonistas na Copa 2014, por sua proximidade ao estádio Beira-Rio

Matheus Kern
matheuskern@hotmail.com

Quando pensamos nos dois grandes eventos que estão por vir, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, logo nos lembramos das questões que envolvem a infraestrutura, os transportes, os estádios novos ou reformados e o turismo. Mas existe uma questão que é pouca falada e pouco divulgada na mídia em geral: como será tratada a saúde para estes acontecimentos? É necessário avançar neste quesito quando existem outras necessidades a serem priorizadas?

A resposta para essas perguntas só pode ser uma: a saúde na Copa e nas Olimpíadas também deve ser uma das maiores prioridades, sem sombra de dúvida. É responsabilidade de quem está organizando estes dois grandes acontecimentos pensar em como está o atendimento à saúde dos brasileiros e de quem estará visitando o país, como turista. Tive a oportunidade de trabalhar durante os últimos meses na Secretaria Extraordinária da Copa de 2014 – RS, e pude ter um contato mais próximo com essas questões que envolvem a Copa do Mundo.

Trabalhando ao lado da Secopa municipal, as duas secretarias mostram como o Rio Grande do Sul tem na saúde uma de suas prioridades. Hoje, o município de Porto Alegre possui um total de 8.283 leitos hospitalares (CNES/DATASUS), sendo 5.539 pertencentes ao SUS e 2.744 particulares, o que representa um índice de 3,9 leitos do SUS por mil habitantes e 5,8 leitos totais existentes por mil habitantes, com uma população de 1.436.124 habitantes (dados do IBGE de 2009). Já a Rede Hospitalar da capital conta com 22 hospitais em funcionamento que têm a capacidade para atender ferimentos de urgência e emergência relativos ao esporte para atletas profissionais, com especialidade em traumatismo, ortopedia e reabilitação. Do total de hospitais, dez deles se localizam dentro de um raio de 20 km do estádio Beira-Rio, que será sede de jogos no próximo mundial que se aproxima. No Estado do Rio Grande do Sul, o índice de leitos do SUS por mil habitantes é de 2,12 e de 3,04 para leitos totais.

Mostrados estes dados que dão um panorama geral da atual situação da saúde aqui, no Rio Grande do Sul, vamos aos fatos: conforme o Relatório de Análise da Infraestrutura das Cidades Candidatas à Copa do Mundo FIFA 2014 da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), Porto Alegre, para sua população própria, necessita ampliar 1.096 leitos totais – 954 gerais e 142 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) – para atingir o índice considerado ideal pelo Ministério da Saúde.

Foram considerados neste estudo como ideais os parâmetros indicados pela FIFA e cobrados das cidades-sede da Copa, uma vez que é previsto um aumento considerável da população no período de realização da Copa do Mundo FIFA 2014 em toda a região. A partir dos dados coletados e da necessidade de adequações na estrutura hospitalar de atendimento na região, foi elaborado, em conjunto pelas Secretarias Estadual e Municipal da Saúde, um Programa Geral de Estruturação da Rede Hospitalar da região Metropolitana, incluindo Porto Alegre, das possíveis cidades campo-base da Copa 2014 e dos hospitais de referência das estradas de acesso dos países do Prata e de Santa Catarina.

Em vermelho está circulado o local que abrigará o PAHA, bem próximo do estádio Beira-Rio

Os números do estudo levantado demonstram a preocupação do estado em ser auto-suficiente no atendimento à saúde de sua população. Apesar da mudança do governo do estado para 2011, é certo que as metas e os números a serem alcançados serão os mesmos, por exigência da maior entidade de futebol do planeta. Então é bastante provável que os planos também sejam os mesmos. O atual projeto, que conta com a parceria da Secopa – RS, envolve a preparação pré-Copa, a ampliação da capacidade instalada para hospitais da rede particular/convênios, a otimização da capacidade instalada existente, reestruturação da rede hospital do SUS, e planos de ações complementares com referência à operação Copa do Mundo, subdivididos em Plano Específico de Jogos e Eventos, Plano de Contingência de Catástrofe e Estruturação de Call Center da Copa 2014.

Confira aqui, em forma de tópicos, algumas das ideias propostas para o avanço até os números ideais na questão da saúde na Copa:

Pronto Atendimento Hospitalar Avançado (PAHA)

A criação do Pronto Atendimento Hospitalar Avançado, o PAHA, será destinada a situações de urgência e emergência, com canal direto de acesso ao estádio Beira-Rio. Os profissionais da área assistencial serão destacados pelos hospitais que receberem incentivos no Plano da Copa e será parte da contrapartida das instituições. São projetadas salas de atendimento conectadas por videoconferência com os hospitais da rede. Tudo para garantir a maior segurança das pessoas que estiverem frequentando os jogos realizados em Porto Alegre.

Linha Direta Terrestre com Hospitais

O Hospital Mãe de Deus será um dos protagonistas no atendimento que faz referência direta aos jogos da Copa. Pela sua localização geográfica, funcionará como primeira linha de atendimento, estando conectado com uma linha direta ao Pronto Atendimento Hospitalar Avançado (PAHA). O caminho, feito por transporte terrestre de emergência, tem acesso pelo interior do Parque Marinha (rota já existente).

Os demais prestadores da rede do município como o Hospital Ernesto Dorneles, Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Instituto de Cardiologia, Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e Hospital Nossa Senhora da Conceição funcionarão como retaguarda hospitalar e à rede emergencial do município, com linha direta terrestre exclusiva.

A linha terrestre que ligará o estádio Beira-Rio (o PAHA, mais especificamente) até o Hospital Mãe de Deus, para o atendimento aos casos mais graves

Plano Específico de atendimento para população de países da Bacia do Prata

Devido à proximidade de Porto Alegre com os países que fazem fronteira com o Rio Grande do Sul, acredita-se que será grande o deslocamento de turistas da Bacia do Prata para cá. Dessa forma, as rodovias de acesso entre o Brasil e países como Paraguai, Uruguai e Argentina necessitam de uma atenção especial quanto ao atendimento de urgência e emergência nas unidades hospitalares da rede distribuídas ao longo dos percursos em questão. Entre as ações projetadas estão a alocação de recursos financeiros para proporcionar a duplicação na capacidade de atendimento de urgência e emergência nas unidades hospitalar situadas nos municípios, além de aumento de cinco leitos de observação de emergência e cinco leitos de UTI emergenciais em cada unidade. As rodovias e as cidades contempladas serão:

BR 472 – São Borja – Hospital Ivan Goulart
BR 153 – Santo Ângelo – Hospital de Caridade de Santo Ângelo
BR 392 – Santa Maria – Hospital Universitário de Santa MariaBR 290 – São Gabriel – Santa Casa de São Gabriel
BR 293 – Bagé – Santa Casa de Caridade de Bagé
BR 471 – Rio Grande – Santa Casa de Rio Grande

Após a preparação para a Copa, é preciso manter um serviço de qualidade constante. Para tanto, elaboraram-se três planos específicos.

1. Atendimento durante os jogos e eventos da Copa do Mundo

A base de operações e atendimentos será o Pronto Atendimento Hospitalar Avançado (PAHA) conectado com as Centrais de Regulação e o Call Center de visitantes. O PAHA estará conectado por videoconferência com os hospitais da rede de emergência e a transferência dos pacientes será teledirigida.

2. Contingência de Catástrofes

O Serviço Móvel de Urgência (SAMU) disponibilizará suas ambulâncias de suporte básico e avançado para primeiros atendimentos de urgência e emergência e transporte para as bases hospitalares, com linhas diretas. Sua base continuará no Hospital de Pronto Socorro, com a implantação de uma base junto ao Pronto Atendimento Hospitalar Avançado.

3. Call Center Visitantes da Copa do Mundo 2014

O Call Center, destinado ao atendimento durante a Copa do Mundo 2014 para esclarecimento de dúvidas relacionadas aos serviços hospitalares e ambulatoriais, funcionará de forma agregada à Central de Regulação Hospitalar, com linha exclusiva e as seguintes especificidades: os atendentes do Call Center se comunicarão nos idiomas inglês, espanhol e português; haverá disponível o serviço de tele-atendimento médico; a rede hoteleira e os locais turísticos terão disponíveis terminais de vídeo atendimento para os visitantes se comunicarem com o Call Center.

A estruturação da rede de atendimento da região metropolitana, dos hospitais nas estradas de deslocamento de turistas e a estruturação do Estado projetando um plano de atendimento de catástrofes e de ampliação da capacidade instalada hospitalar têm um enorme apelo e impacto social positivo para o país e para o estado. Além disso, a implantação de um Call Center informatizado de atendimento para a Copa do Mundo, integrando um centro de comando de operações de outras estruturas do governo do estado, deverá criar um novo paradigma de organização, no qual serão integradas as ações de governo na regulação e no controle nas áreas de intervenção do estado.

Caso tudo consiga ser posto em prática, Porto Alegre tem tudo para ser uma das cidades-sede mais avançadas nas questões que fazem referência à saúde. Tratar disto requer uma responsabilidade gigantesca, pois qualquer erro poderia repercutir de maneira bastante negativa no resto do mundo. As exigências da FIFA não extrapolam a realidade, pois deu certo nos exemplos trazidos pela África do Sul e pela Alemanha, nas duas últimas Copas. E o fator mais interessante de todos é que tudo isso ficará de legado para a população do Rio Grande do Sul, mesmo depois da Copa já ter passado.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 27/02/2013 16:09

    aaaah lek lek lek lek lek lek lek lek

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: